Equipe de Visitação

Apresentação

 

“Ao entrardes na casa, saudai-a, se com efeito a casa for digna, venha sobre ela a vossa paz” - Mateus 10:12 e 13a

 

Esta equipe estará encarregada de realizar as visitações à membresia e seus parentes, impossibilitados de comparecerem aos cultos coletivos. As visitações têm por finalidade acolher e confortar, assim como prover os sacramentos da igreja presbiteriana aos membros da igreja, como forma visível da graça.

Além disso, esta equipe deve estimular a visitação como atividade que deve ser realizada por toda igreja, não importando se é um leigo, um oficial ou um ministro. Ela é uma forma de expressar o amor de Deus e levar a graça divina aos visitados, a fim de que os mesmos recebam (ou percebam) a manifestação da presença de Deus em suas vidas.

O ideal é que toda a membresia da igreja esteja envolvida neste ministério, para que todos alcancem juntos os benefícios que uma igreja sadia pode proporcionar.

É importante frisar que a visitação é uma oportunidade abençoada de se conhecer um ao outro, fora do ambiente de culto natural (que é a igreja) é importante desenvolver um clima de comunhão mais familiar entre a membresia da igreja.

Da mesma forma que Deus vem ao encontro do seu povo, nós devemos ir ao encontro dos nossos irmãos para nos confraternizarmos nas circunstâncias felizes, como nascimento, aniversário, formatura, promoções e dar o apoio nas circunstâncias críticas como dor, enfermidades, acidente, desemprego e até mesmo ausência prolongada das atividades da igreja.

 Atividades

A Equipe de visitação, em resumo, é responsável pelas seguintes atividades:

·     Visitar os lares, hospitais, carceragem, etc, como forma de expressar o amor de Deus e levar a graça divina aos visitados, a fim de que os mesmos recebam (ou percebam) a manifestação da presença de Deus em suas vidas;

·     Estimular a Igreja como um todo a realizar visitação entre os irmãos;

·     Treinar e capacitar pessoas da igreja para todo tipo de visitação doméstica ou hospitalar;

·     Proporcionar os sacramentos aos membros impossibilitados de comparecerem aos cultos coletivos;

·     Estimular o entendimento que visitação é tarefa de todos para com todos e não de uns poucos para muitos;

·     Passar o entendimento que, mesmo hoje em meio a tanta tecnologia, que as pessoas têm sido esquecidas e muitas vezes colocadas a margem da comunhão da igreja;

·     Fazer com que cada membro da igreja faça parte deste ministério, se preocupando com o próximo e contribuindo para o bem estar geral;

·     Auxiliar o ministério pastoral enviando pedidos de visitas mais urgentes;

·     Proporcionar momentos de reflexão a respeito do envolvimento de cada cristão no contexto geral da igreja local;

·     Despertar e reforçar valores cristãos que permitam uma união mais salutar entre toda a membresia eclesiástica;

·     Manter um fichário de visitação em dia

.

         Liderança

·      Pr. Marcelo Ramos